Até os seis meses, o leite materno é fundamental para um bom crescimento e desenvolvimento do bebê e possui elementos essenciais. Caso não seja possível a amamentação, recomenda-se o leite fortificado.

Dos quatro aos seis meses, os bebês começam a comer coisas sólidas. Comece introduzindo vegetais e frutas amassadas em papinha, aumentando gradualmente a quantidade.

4 a 6 meses: Frutas e vegetais amassados, caldos de carne e feijão;

6 a 9 meses: Mistura de legumes e frutas, papinhas, carne e aves em papa, gemas de ovos, arroz, feijão;

9 a 12 meses: Alimentos variados picados (pedaços finos e pequenos), legumes, espaguete, queijos suaves;

12 meses a 1 ano e meio: Alimentos para criança, alimentos ricos em fibras, leite de vaca.

A amamentação normalmente vai até os 12 meses e a quantidade vai diminuindo aos poucos, mas cabe à mãe e à criança continuar após esse período.

Alimentação na infância

Alimentação CriançaA necessidade de energia e de nutrientes na infância é muito alta, pois é a fase de crescimento, de desenvolvimento dos ossos, músculos e tecidos. Muitas crianças possuem problemas de apetite reduzido, mas é importante manter uma alimentação saudável nessa fase da vida. Desde pequeno já precisam se acostumar a comer legumes, vegetais e frutas. As refeições precisam ser frequentes e pequenas, quanto mais for colocado no prato, mais a criança vai recusar a comida, portanto, o ideal é aumentar aos poucos e fazer refeições coloridas que chamem a atenção.

O que não pode faltar na alimentação das crianças:

  • Hidrato de Carbono: Fibras, Ernegia, Minerais e Vitaminas (Pães, cereais, massas, arroz, batata, bolo, biscoito)
  • Frutas e Legumes: Vitaminas A e C, Minerais, Fibras (Todos os tipos, em diversas formas: crus, cozidos, purés, sumos)
  • Leite e derivados: Proteínas, Carboidratos, Cálcio, Minerais e Vitaminas (Leite, queijo, iogurtes, amanteigados)
  • Carne bovina, Aves e Peixes, ovos, feijão: Proteínas, Vitaminas, Ferro e Minerais

Alimentação na adolescência

É durante a adolescência que ocorrem as mudanças fisiológicas e hormonais e é a fase da vida que o consumo de gorduras e doces é ainda maior. Apesar de ser maior a preocupação com o corpo, é na adolescência que ocorrem os maiores distúrbios alimentares e os apetites incontroláveis. Portanto, é preciso ter bastante cuidado com a alimentação. O ideal é consumir nutrientes que são importantes para o crescimento, ter uma alimentação balanceada, evitar regimes, praticar muitos exercícios físicos, reduzir as quantidades das refeições e comer 5 vezes ao dia: as 3 refeições principais e um “lanchinho” em cada intervalo.

Aconselha-se o consumo de cálcio, pois é importante para a formação dos ossos, o ferro, para o desenvolvimento muscular, endócrino e esquelético, e o zinco, que ajuda no crescimento e na maturação sexual.

Fonte: Alimentação-Saudável.info

LEAVE A REPLY